Custou 3 milhões. Empresário português recebeu finalmente o único Mercedes-AMG nacional

1 month atrás - 19 Março 2024, razaoautomovel
Custou 3 milhões. Empresário português recebeu finalmente o único Mercedes-AMG nacional
O "autêntico Fórmula 1 de estrada" — Mercedes-AMG One — já está em Portugal e já se encontra nas mãos de um empresário no norte do país.

Depois de sete anos de um complicado processo de encomenda, o único Mercedes-AMG One a vir para Portugal já foi entregue, pela Sociedade Comercial C. Santos, a um empresário no norte do país, que pediu anonimato.

Este rigoroso processo de encomenda obrigou o cliente a passar por várias etapas entre as quais uma “reunião secreta nos arredores de Genebra (Suíça) em que os presentes não podiam ter telemóvel ou relógio, até o negócio ter luz verde para avançar”, avançou o concessionário em comunicado.

O responsável pela venda foi Rui Sampaio, um dos comerciais deste concessionário. Recordamos que este processo remonta a 2018, ano em que escrevemos este artigo com os primeiros passos do negócio.

Para além disto, o cliente teve de reunir determinados critérios: “os interessados tinham de ter um histórico de relacionamento com o grupo Mercedes-Benz, ser colecionadores de automóveis e ter a intenção de manter o Mercedes-AMG ONE nessa coleção. Ou seja, a venda no curto prazo não podia estar nas intenções do potencial cliente”.

Um Fórmula 1 com matrícula
Este modelo, do qual só vão ser produzidos 275 exemplares e que custa mais de três milhões de euros, vem equipado com um motor de combustão V6 turbo de 1.6 litros e quatro motores elétricos — um montado na cambota, outro está integrado no turbocompressor e os restantes dois no eixo dianteiro —, acoplados a uma transmissão manual automatizada de sete velocidades.

Toda a tecnologia presente neste modelo deriva diretamente do monolugar com que a Mercedes-AMG tem disputado o Mundial de Fórmula 1. Esse foi um dos maiores desafios enfrentados pela marca: conseguir que tudo isto funcionasse no «mundo real».

Além disso, é o hiperdesportivo o mais potente da história da Mercedes. Produz um potência total de 782 kW (1063 cv), sendo que o motor a combustão, montado em posição central traseira, debita 574 cv às 9000 rpm, e os quatro motores elétricos somam 450 kW (611 cv).

Falando de performance, o Mercedes-AMG ONE atinge uma velocidade máxima limitada eletronicamente de 352 km/h, e atinge os 0 aos 100 km/h em 2,9 segundos.

Este é um modelo “carregado de tecnologia”, sendo que os “modos de condução variam desde um funcionamento puramente elétrico a um modo de elevada dinâmica, que corresponde a uma configuração utilizada nas sessões de qualificação da Fórmula 1 para os melhores tempos por volta possíveis”.

Cinco anos para ser produzido
Apesar da encomenda se ter dado em 2017, devido às características técnicas únicas do Mercedes-AMG ONE, só em 2023, cinco anos depois do modelo ter sido anunciado no Salão Automóvel de Frankfurt, é que a primeira unidade saiu da linha de montagem.

Dado o carácter artesanal deste autêntico Fórmula 1 de estrada, os restantes exemplares têm sido entregues de forma espaçada”, sendo que todo o processo de encomenda foi acompanhado pelo vendedor Rui Sampaio.

A Sociedade Comercial C. Santos ser o único concessionário português a comercializar um
automóvel raro como o Mercedes-AMG ONE é motivo de natural orgulho e é mais um modelo que fica na história de uma empresa com muitos momentos marcantes.”

Apoiamos a Ucrânia