Como saber se o carro tem o conta-quilómetros martelado?

25 Novembro 2019 - Auto Monitor

Illustration

Muitos condutores optam por comprar carros usados – tanto a nível nacional, como internacional -, procurando fechar um bom negócio ao nível do preço.

Contudo, na compra de um veículo usado, a maioria das preocupações advém das informações sobre os quilómetros que o carro realmente tem – e, infelizmente, há bastantes casos de proprietários que são enganados e compram carros com os quilómetros alterados.

As primeiras impressões são muito importantes: ao deparar-se com um automóvel que apresente poucos quilómetros, mas cujas condições exteriores e interiores comprovam uma idade bastante superior, desconfie.

No interior, avalie os estofos, volante, pedais, travões, borrachas, embraiagem, entre outras. Se tiverem um desgaste demasiado evidente e a quilometragem mostrar um valor equivalente ao de um veículo quase novo, sabe que pode estar a ser enganado. Este tipo de material foi concebido para durar algum tempo, pelo que o seu desgaste não se justifica num carro com pouca quilometragem.

No exterior, preste atenção ao estado da pintura e à aparência frontal do capô (interior e exterior) – este aspeto é bastante importante, pois remete para um possível cenário de que, num passado recente, o carro tenha estado envolvido num acidente de colisão frontal.

De forma a compreender este problema, opte por levar consigo alguém de confiança e que tenha a sensibilidade ou o ofício de trabalhar com chaparia e pintura automóvel. Existem, por vezes, detalhes sobre a pigmentação e verniz que tanto ao vendedor, como ao comprador, podem escapar.

Carros portugueses

Caso o veículo seja português e apresente uma quilometragem suspeita, o processo para saber se o conta-quilómetros foi "martelado" não é muito complicado.

Dirija-se ao IMT (Instituto da Mobilidade e dos Transportes) ou visite o site. Apresente a matrícula do veículo e peça uma Certidão de Inspeção do IMT. Se fizer o pedido nas instalações, pagará 30€ e receberá uma carta com as informações referentes à quilometragem de todas as inspeções automóveis obrigatórias. Caso faça o pedido online, usufruirá de 10% de desconto sobre os 30€ e receberá igual informação, de forma eletrónica, para o e-mail que indicar.

Se verificar que a quilometragem do carro usado não está em coerência com o documento solicitado ao IMT, isto é, se no documento indicarem mais quilómetros do que os atuais, ficará com a certeza de que eles foram alterados.

Portanto, se viu um carro usado a bom preço, mas desconfia do seu valor extremamente competitivo, prefira gastar 30 euros em vez de fechar um negócio que só trará prejuízos e mais não é do que uma negociação fraudulenta.

Carros estrangeiros

Mesmo sendo estrangeiro, há também como saber se o carro tem os quilómetros alterados. Existem dois sites que permitem detetar fraudes na quilometragem apresentada – AutoDNA e VIN-Info – bastando para tal inserir o VIN (Vehicle Identification Number) dos veículos ou o número de identificação que consta do DUA (Documento Único Automóvel).

Estes sites permitem saber muita informação sobre o automóvel, assim como o número de proprietários que teve, o número de acidentes registados e até fotografias das seguradoras.

Venda o Seu Carro