Validar passes nos transportes de Lisboa volta a ser obrigatório em maio

2 anos atrás - 27 Abril 2020, Jornal de Notícias
Validar passes nos transportes de Lisboa volta a ser obrigatório em maio
A partir de maio quem circula em autocarros na Grande Lisboa tem de validar.

A partir de maio será novamente obrigatório validar os passes e outros títulos de transporte nos autocarros na Grande Lisboa, estando asseguradas as devidas medidas de segurança e proteção. A partir deste domingo já é possível carregar o passe nos postos de venda habituais, incluindo a rede de multibancos "evitando, desta forma, a formação de filas ou concentração em locais de venda e minimizando os contactos pessoais diretos", avançou a Área Metropolitana de Lisboa (AML) este domingo.

A validação dos títulos do serviço de transporte público rodoviário foi suspensa assim que foi decretado o estado de emergência, devido à Covid-19, há pouco mais de um mês. Neste regresso gradual à normalidade será reforçada a limpeza e desinfeção de veículos, instalações e equipamentos de bilhética. Estas medidas, nota a AML, resultam da "permanente reavaliação da situação de pandemia de Covid-19 e das diferentes fases do estado de emergência".

Se surgirem novas orientações referentes ao uso de máscaras pelos passageiros, esta entidade, que tem competências da área dos transportes na Grande Lisboa, compromete-se a manter a população informada. "Está, igualmente, em permanente articulação com os operadores rodoviários no sentido de se reforçar a oferta e de serem implementadas medidas adicionais de higienização, arejamento dos autocarros e proteção dos motoristas", garante.

A AML lembra ainda que todos os operadores rodoviários na região metropolitana de Lisboa estão equipados com sistemas de bilhética sem contacto, "que permitem a validação de quaisquer títulos sem necessidade de toque físico". Quando foi decretado o estado de emergência por causa da Covid-19 e de forma a reduzir o risco de contágio entre passageiros, motoristas e outros trabalhadores, as empresas de transporte deixaram de vender bilhetes a bordo e os passageiros passaram a entrar pela porta traseira, sem precisarem de validar o seu título.

Support Ukraine