Novidade – SsangYong volta a Portugal como KGM

3 months atrás - 14 Fevereiro 2024, targa67
Novidade – SsangYong volta a Portugal como KGM
A sul-coreana SsangYong volta ao mercado português, mas agora chama-se KGM, ou KGMobility. Saiba quando chega e que modelos vai ter, na reportagem TARGA 67, assinada por Francisco Mota.

A SsangYong foi fundada em 1954 na Coreia do Sul e fez um percurso que passou por vários mercados internacionais, entre os quais o português. Quem se lembra de modelos como o Musso ou o Korando, no auge dos “verdadeiros” 4×4 no nosso mercado?

Em 1997, a Daewoo Motors comprou o controlo acionista da SsangYong (dragões gémeos) que venderia em 2000. Em 2004, o grupo chinês SAIC comprou 51% das ações e dirigiu a empresa até 2011, altura em que, para evitar a falência da marca sul-coreana, o grupo Indiano Mahindra & Mahindra comprou 70% das ações, subindo aos 74,65% até 2019.

Mas em 2021, a SsangYong declarou mesmo falência, culminando, em 2022, com a sua venda ao grupo empresarial sul-coreano KG Group.

Uma nova vida
Este grupo foi fundado em 2003 e está presente em todos os continentes, dedicando-se sobretudo à indústria química (KG Chemical) e metalurgia (KG Steel), mas também com presença nos serviços e comunicação social.

A entrada na indústria automóvel com a compra da SsangYong levou à criação de uma nova empresa, a KG Mobility, que passa a dar o nome aos automóveis. Em alguns mercados seguindo uma fase de transição, naquelas em que a marca SsangYong esteve presenta até há pouco tempo.

A gama da KGM inclui modelos SUV entre o segmento B e D: Tivoli, Tivoli Grand, Korando, Torres, Torres EV, Rexton e a pick-up Musso.

Os modelos da KGM
O motor 1.5 turbo a gasolina e o motor 1.6 Turbo a gasóleo, são utilizados na gama Tivoli e Korando, com potências de 149 cv e 163 cv, para o primeiro e de 136 cv, para o Diesel. Ambos com transmissões manuais ou automáticas e tração à frente ou às quatro rodas.

O Rexton é o maior SUV, com sete lugares e disponível apenas com motor 2.2 turbo de 202 cv, caixa automática de oito e tração às quatro rodas.

Mas a grande aposta da KGM vai ter a linha Torres, lançada já em 2023. Tem 4,7 metros de comprimento e uma versão a gasolina com o mesmo motor 1.5 turbo de 163 cv.

Torres com versão elétrica
O Torres terá também uma versão 100% elétrica EVX, com bateria de 73,4 kWh, 201 cv de potência e autonomia anunciada de 500 km. O lançamento está agendado para 2024.

Em Portugal, a KGM deverá ser lançada em Junho, sendo distribuída pela Astara, que já tem a seu cargo a importação de marcas como a Kia, Mitsubishi, Isuzu, Maxus, Fuso e Piaggio.

A gama de modelos a comercializar em Portugal ainda não está completamente definida, muito menos os preços, mas os SUV Korando e Torres são claramente aqueles que têm melhores características para o nosso mercado. Os objetivos são vender 800 unidade em 2024, subindo para 1500, em 2025 e 2000 em 2026.

Ano recorde da Astara
A Astara fechou o ano de 2023 com 13 152 carros vendidos em Portugal, dos quais 1736 usados e com a Kia a liderar o portefólio, com 7012 unidades, tendo sido o melhor ano da marca no nosso país.

Para 2024, as projeções da Astara são de ultrapassar as 17 000 unidades vendidas, com a Kia a atingir as 8000 unidades. O distribuidor está ainda a lançar a Astara Move, um negócio totalmente digital de subscrição flexível de veículos, que prevê alugueres que podem ir de um a 12 meses.

Conclusão
A Astara está a comemorar os seus 25 anos em Portugal, tendo entrado no nosso mercado com o nome Bergé – uma empresa fundada em 1979 – que passou a Astara em 2021. O ano de 2023 foi o de maiores vendas de sempre em Portugal, de um grupo que está presente em 19 países e que estima ter atingido no ano passado um volume de negócios de 5,5 mil milhões de euros.

Apoiamos a Ucrânia