É o adeus. Parlamento Europeu aprovou fim da combustão até 2035

1 year atrás - 20 Fevereiro 2023, turbo
É o adeus. Parlamento Europeu aprovou fim da combustão até 2035
Tal como previsto, o Parlamento Europeu aprovou, esta terça-feira, a proposta de lei apresentada pela Comissão Europeia, que decreta o fim da comercialização de automóveis novos equipados com motor de combustão a gasolina e a gasóleo, dentro do espaço europeu, já a partir de 2035. Mas não é tudo…

A nova legislação anti-emissões a aplicar dentro das fronteiras dos 27 estados membros que compõem a União Europeia prevê um corte de 100% nas emissões de CO2 dos carros novos chegados ao mercado, o que resulta numa proibição da venda de automóveis movidos a combustíveis fósseis.

A par desta proibição, a legislação agora aprovada no Parlamento Europeu, com 340 votos a favor, 279 votos contra e 21 abstenções, estabelece ainda um primeiro corte, de 55%, nas emissões de CO2, face aos níveis de 2021, já a partir de 2030, percentagem que, diga-se, acaba sendo muito acima dos 37,5% previstos até aqui.

Já no caso específico dos comerciais ligeiros, os limites passam por um corte também de 100% nas emissões até 2035, assim como por uma redução de 50%, até 2030, face aos níveis de 2021.

Em comunicado reproduzido pelo Automotive News Europe, o principal negociador desta nova legislação, por parte do Parlamento Europeu, Jan Huitema, defendeu já que estes novos regulamentos “incentivam à produção de veículos de emissões zero ou, então, de muito baixas emissões“, contendo “uma revisão verdadeiramente ambiciosa daquelas que eram as metas para 2030 e para 2035, já que é crucial alcançarmos a neutralidade climática até 2050”.

Apoiamos a Ucrânia