Portagens sofrem aumento em 2024: Lisboa ao Porto vai custar mais 45 cêntimos

1 month, 3 weeks atrás - 29 Dezembro 2023, motor24
Portagens sofrem aumento em 2024: Lisboa ao Porto vai custar mais 45 cêntimos
Fazer a viagem entre Lisboa e Porto por autoestrada ficará mais caro em 2024. A Brisa, a maior concessionária de autoestradas em Portugal, anunciou que irá proceder à atualização de 33 das 93 taxas de portagem para o ano de 2024, prevendo-se um aumento de 2,1% de acordo com os mecanismos previstos na legislação aplicável.

A partir do dia 1 de janeiro de 2024 entra em vigor o novo tarifário de portagem da Brisa, com um aumento previsto de 2,1%. Este valor de atualização tem como referência, conforme estipulado no contrato de concessão, a taxa de inflação homóloga – Continente sem habitação – de outubro, e o adicional de 0,1% previsto no Decreto-Lei n.º 87-A/2022 através do qual se limitou em 2023 a atualização das portagens nos termos previstos pelos contratos de concessão.

De acordo com a concessionária, serão 33 as taxas de portagens atualizadas, de um total de 93 para veículos de Classe 1. Assim, 65% das taxas de portagem aplicadas a veículos de Classe 1 mantêm-se inalteradas em 2024 na rede Brisa.

A Brisa detalha que “existem casos de taxas de portagem que apresentam uma variação inferior à média ou mesmo nula, sendo que, noutros casos, as taxas de portagem apresentam uma variação superior à média, por não terem sido objeto de atualização em anos anteriores”.

Analisando as principais mudanças, o percurso de autoestrada entre Lisboa e o Porto (A1) aumenta em 0,45€, para 23,90€, enquanto Lisboa e o Algarve (A2) aumenta em 0,30€ para 22,70€, isto para veículos apenas de Classe 1. A A6, entre a Marateca e Caia tem um aumento de 0,35€ para 14,45€, ao passo que a A3 entre Porto e Valença aumenta em 0,25€ para 10€.

Investimento na rede de autoestradasParalelamente, a Brisa Autoestradas anunciou também um investimento de cerca de 62 milhões de euros para 2024. Este investimento de 61.8 milhões de euros terá aplicação em obras de beneficiação de pavimentos e reabilitação de viadutos e taludes, entre outros trabalhos a realizar nas autoestradas A1, A2, A3, A5, A9 e A12.

Na A3 e na A4, ambas na região Norte, vão ser feitas obras para melhorar a mobilidade em barreiras de portagem e em nós de ligação.

No Alentejo, vão ser remodelados edifícios de áreas de serviço da A6 para os adaptar ao novo conceito de áreas de conforto Colibri, um exclusivo da rede Brisa Autoestradas.

Apoiamos a Ucrânia