Já disponível. Renault Portugal divulga preços do SUV Coupé Arkana

1 ano, 2 meses atrás - 23 Maio 2021, turbo
Já disponível. Renault Portugal divulga preços do SUV Coupé Arkana
Com a chegada das primeiras unidades prevista para dentro de um mês, sensivelmente, a Renault Portugal abre o período de encomendas para o seu primeiro SUV Coupé, de nome Arkana, divulgando, igualmente, os preços. Os quais, começam nos 31.600€.

Modelo que é uma novidade absoluta na gama do construtor automóvel francês, o Renault Arkana anuncia-se, assim e desde já, com três níveis de equipamento, duas motorizações e, naturalmente, os preços para Portugal. Tudo isto, quando falta cerca de um mês para a recepção das primeiras unidades em solo nacional.

Começando pelos níveis de equipamento, o Arkana terá, no mercado português, como versão de entrada, o Business, que a Renault garante surgir já bastante equipada. Destacando, desde logo, para a presença dos faróis 100% LED, jantes em liga leve de 17 polegadas, sistema multimédia Easy Link de 7 polegadas com navegação (compatível com Android Auto e Apple CarPlay) e Bluetooth.

Igualmente presente, o ar condicionado automático com purificador de ar, câmara de marcha-atrás, alertas de distância de segurança e de excesso de velocidade com reconhecimento dos sinais de trânsito, comutação automática das luzes de estrada/cruzamento, regulador e limitador de velocidade, retrovisores exteriores reguláveis e rebatíveis eletricamente com sistema de desembaciamento, sistema de ajuda ao estacionamento traseiro e dianteiro, sistema de assistência à travagem de emergência ativa com deteção de peões e ciclistas e sistema de assistência na transposição involuntária de via, entre outros itens.

Já a versão Intens, acrescenta a esta extensa lista de equipamentos, as jantes em liga leve de 18 polegadas, o sistema multimédia Easy Link com base num ecrã tátil vertical de 9,3 polegadas com navegação (com Android Auto e Apple CarPlay) Bluetooth e entradas USB, painel de instrumentos de 10 polegadas, sistema Multi-Sense, estofos em tecido TEP preto, bem como o volante e punho da alavanca da caixa de velocidades em couro.

No domínio da segurança, para além dos equipamentos do Business, referência para a inclusão do alerta de ângulo morto, o alerta de obstáculo traseiro e o regulador de velocidade adaptativo e limitador de velocidade.

Finalmente, a versão de topo, R.S. Line, a qual se destaca pelos badge identificativos da versão, jantes em liga leve de 18 polegadas, pára-choques dianteiro com lâmina aerodinâmica inspirada na F1, proteções dianteira e traseira, dupla saída de escape e retrovisores exteriores em preto brilhante.

Já o habitáculo, é marcado, igualmente, pelas decorações específicas R.S. Line a vermelho no volante e no painel de bordo, costuras vermelhas nos painéis das portas, nos bancos e no apoio de braço central, bem como nos pedais em alumínio e no teto interior em preto.

No que toca à tecnologia, para além do sistema multimédia EASY LINK com base num ecrã tátil vertical de 9,3 polegadas com navegação (Android Auto e Apple CarPlay), Bluetooth e entradas USB, painel de instrumentos de 10 polegadas e sistema Multi-Sense. Sendo de destacar, ainda, o carregador de smartphone por indução, bancos dianteiros com regulação elétrica e sistema de aquecimento, tal como no volante.

No capítulo da segurança, referência para o acréscimo do alerta de obstáculo lateral e para o Easy Park Assist, sinónimo de estacionamento mãos livres.

Com motorização E-Tech
Passando às motorizações, uma oferta que começa no conhecido quatro cilindros 1.3 TCe a gasolina, equipado com sistema micro-híbrido, composto por um alternador/motor de arranque associado a uma bateria de iões de lítio colocada sob o banco do passageiro, e que, apoiando o motor de combustão nos arranques e acelerações, ajuda não apenas a uma redução nos consumos de combustível – 5,8 l/100km é a média anunciada em ciclo combinado -, como também nas emissões de CO2.

Graças, também, a esta conjugação, que promete ainda maior conforto na condução, uma potência máxima de 140 cv e um binário de 260 Nm – para mais tarde está prevista uma variante de 160 cv -, a permitir uma velocidade máxima de 205 km/h, graças, igualmente, ao trabalho da caixa automática de dupla embraiagem EDC de 7 velocidades.

A par deste propulsor, a novíssima motorização E-Tech Híbrido, sinónimo de 1.6 a gasolina, associado a dois motores elétricos – um de tipo HSG (High-Voltage Starter Generator) – e a uma inovadora caixa de velocidades multimodo sem embraiagem.

Anunciando uma potência máxima de 145 cv, este híbrido reivindica, ainda, um consumo combinado de apenas 4,9 l/100 km.

Preços a partir de 31 mil euros
Falando dos preços e numa altura em que o modelo já pode ser encomendado nos concessionários oficiais da marca francesa em Portugal, a Renault anuncia o Arkana, com um valor de entrada de 31.600€, preço para a versão TCe 140 EDC Business. Já a motorização E-Tech Híbrido 145 com o mesmo nível de equipamento, começa nos 33.100€

Mudando de versão e passando para o nível de equipamento Intens, preços a partir de 33.700€ (TCe 140 EDC) e 35.200€ (E-Tech Híbrido 145), ao passo que, com o equipamento R.S. Line, os valores de entrada começam nos 36.300€ (TCe 140 EDC) e 38.800€ (E-Tech Híbrido 140).

Support Ukraine