Eis os dez citadinos mais acessíveis para jovens condutores

26 Agosto 2020 - turbo

Eis os dez citadinos mais acessíveis para jovens condutores

Para uma utilização essencialmente urbana por jovens condutores ou recém-encartados, os automóveis citadinos constituem uma excelente alternativa para satisfazer as suas necessidades de mobilidade. Conheça dez propostas em comercialização no mercado nacional.

Especialmente para quem tirou recentemente a carta de condução ou vive em bairros históricos com constrangimentos ao nível do estacionamento, um automóvel citadino pode constituir uma excelente alternativa para satisfazer as necessidades de mobilidade.

Entre os critérios mais importantes destacam-se as dimensões compactas, que permitem estacionar em quase todo o lado, além de enfrentarem ruas estreitas e becos labirínticos, assim como os baixos custos de aquisição, utilização e manutenção.

Naturalmente que o preço de aquisição é um dos factores mais importantes para jovens recém-encartados e foi esse o critério utilizado na elaboração desta lista. Os valores apresentados são relativos às versões de entrada na gama.

Peugeot 108
O modelo com preço base mais acessível no mercado nacional é o Peugeot 108, com um preço base a partir de 10.530 euros na carroçaria de três portas.

Com um comprimento de 3,47 metros está disponível em carroçarias de três e cinco portas e quatro níveis de equipamento. Este modelo também pode receber várias combinações de cor da carroçaria e do tejadilho, assim como do habitáculo. 

No capítulo mecânico, o Peugeot 108 recebe um motor a gasolina 1.0 VTI de três cilindros que desenvolve uma potência de 72 cv, associado a uma caixa manual de cinco velocidades ou a uma transmissão automática. O consumo anunciado é de 4,8 l/100 km.

O baixo peso, agilidade, os baixos consumos e as possibilidades de equipamento são os os seus pontos positivos. Pela negativa há que destacar os materiais de menor qualidade, a bagageira reduzida, as vibrações e o ruído e a reduzida dimensão das portas traseiras da versão de cinco portas.

Toyota Aygo
A Toyota está presente no segmento dos citadinos com o Aygo, que é proposto a partir de 10.590 euros na versão de três portas.

Com dimensões exteriores semelhantes ao Peugeot 108, com o qual partilha a plataforma e os principais componentes mecânicos, o Toyota Aygo distingue-se por um design irreverente, com linhas que cruzam em X na frente.

O citadino da Toyota recebe uma motorização tricilíndrica a gasolina de 998 cc que desenvolve uma potência de 72 cv, estando associada a uma caixa manual de cinco velocidades ou automática X-Shift. O consumo anunciado pela marca é de 5,0 l/100 km.

Entre os principais argumentos destacam-se o preço competitivo e o espaço interior. Pela negativa referência para a qualidade de alguns materiais, as prestações limitadas a ambiente urbano ou a bagageira reduzida.

Kia Picanto
O Kia Picanto é um citadino de cinco portas, que está disponível, em campanha, a partir de 10.990 euros.

Com um comprimento de 3,95 metros e um estilo urbano é proposto em quatro níveis de equipamento. O habitáculo permite receber quatro ou cinco ocupantes.

No capítulo mecânico, o pequeno Picanto é vem equipado com um motor a gasolina de 998 cc, que está disponível em níveis de potência de 67 cv e 100 cv.

A transmissão pode ser assegurada por uma caixa manual de cinco velocidades ou automática de quatro relações. O consumo anunciado pela marca para a motorização de 67 cv é de 5,6 l/100 km em ciclo WLTP.

Entre os pontos fortes do Picanto destacam-se o design, a habitabilidade e as possibilidades de equipamento. A suspensão demasiado branda ou a caixa automática de apenas quatro relações são alguns aspetos a rever pela marca.

Citroën C1
Disponível em Portugal apenas na carroçaria de cinco portas e 34 combinações de personalização, o Citroën C1 tem um preço de venda ao público a partir de 11.027 euros.

Este modelo distingue-se pelo seu design irreverente, que inclui uma assinatura luminosa com luzes diurnas em LED de design vertical. A bagageira oferece um volume útil de 196 litros.

O Citroën C1 está equipado com uma motorização a gasolina de três cilindros, com sistema Start & Stop, de 72 cv, associado a uma caixa manual de cinco velocidades.

Entre os pontos fortes do C1 destacam-se a agilidade, o baixo peso, os consumos e o espaço interior. Alguns materiais utilizados no habitáculo e a reduzida bagageira são alguns pontos a rever neste veículo que tem um comprimento exterior de 3,46 metros.

Renault Twingo
O Renault Twingo é um modelo citadino de cinco portas e quatro lugares, com um comprimento exterior de 3,61 metros.

Elegante quer no exterior quer no interior, o design adota um estilo sofisticado. O motor a gasolina de três cilindros foi montado sobre o eixo traseiro, o que permitiu maximizar a habitabilidade.

No capítulo mecânico, o bloco a gasolina de 999 cc é proposto em níveis de potência de 75 cv e 95 cv, associada a uma caixa manual de cinco velocidades. O consumo anunciado para a motorização de 75 cv é de 5,3 l/100 km.

A carroçaria de cinco portas, as duas opções de motorização e o nível de equipamento são os pontos mais fortes do Twingo. Pela negativa há que referir o aspecto visual de alguns plásticos ou o calor na bagageira.

Mitsubishi Space Star
Urbano de cinco portas com com um comprimento de 3,84 metros, o Mitsubishi Space Star distingue-se por oferecer uma das melhores relações entre equipamento e espaço interior.

Não será uma das propostas mais baratas do segmento, mas oferece, de série, equipamentos que na concorrência integram a lista de opcionais.

Além disso, o habitáculo consegue alojar cinco ocupantes beneficiando de dimensões generosas, num segmento em que o espaço (principalmente na traseira) é, por vezes, sacrificado a favor do estilo. No capítulo mecânico recebe um motor a gasolina de 1,2 litros com 80 cv.

A qualidade de alguns acabamentos é um dos pontos a melhorar neste citadino da Mitsubishi com aspirações a utilitário.

Fiat Panda
O pequeno Panda continua a ser a versão de entrada na gama da Fiat. Disponível apenas na carroçaria de cinco portas e com um comprimento de 3,65 metros, é um dos automóveis mais práticos do segmento, oferecendo um espaço interior e uma bagageira bastante aproveitável.

O Panda é um dos poucos modelos do segmento que está disponível em várias motorizações, incluindo uma híbrida, e com tração dianteira ou integral. A versão de entrada recebe o motor a gasolina de 1,2 litros de 69 cv com Sistema Start & Stop. O consumo anunciado é de 5,7 l/100 km.

Entre os pontos positivos do pequeno Panda há que destacar o espaço interior e a economia. Entre os aspetos a melhorar há que referir a perceção de qualidade e as prestações limitadas.

Hyundai i10
Com um comprimento exterior de 3,67 metros, o Hyundai i10 é um citadino espaçoso, versátil e com uma boa apresentação.

O equipamento de segurança é bastante completo e talvez isso explique um preço base de 14.430 euros, que é superior aos dos principais concorrentes.

Disponível apenas na carroçaria de cinco portas foi totalmente renovado no ano passado com o objetivo de alcançar um público mais jovem. A musculatura mais acentuada e uma nova grelha frontal, dividida em duas secções, são as principais diferenças face ao antecessor.

O capítulo mecânico, o Hyundai i10 está disponível com dois motores a gasolina: 1.0 MPi de três cilindros com 67 cv e 1.2 MPi de quatro cilindros com 84 cv. Ambos os propulsores podem ser combinados com caixas de cinco velocidades, manual ou automática.

Suzuki Ignis
Pequeno crossover com um comprimento exterior de 3,7 metros, o Suzuki Ignis é o único do segmento a ser disponibilizado com uma motorização híbrida ligeira em associação com o motor a gasolina de 1,2 litros de 83 cv.

Este sistema mild-hybrid foi otimizado para melhorar a eficiência, permitindo à marca anunciar um consumo médio de 5,4 l/100 km.

A mais recente geração do Ignis foi lançada este ano, distinguindo-se pelo design exterior e interior revisto que reforça o seu caráter de SUV. Além das versões de tração dianteira são igualmente propostas variantes com tração integral, embora o seu preço seja mais elevado.

O equipamento completo, o design original, o ambiente interior agradável são os principais argumentos deste pequeno crossover. Os plásticos interiores e a perceção geral de qualidade são alguns dos pontos a melhorar neste modelo. A bagageira também é limitada, com apenas 260 litros de capacidade.

Volkswagen up!
A Volkswagen está presente no segmento dos citadinos com o modelo up!, que está disponível no mercado nacional com um preço de venda ao público a partir de 15.379 euros.

Com um comprimento exterior de 3,54 metros oferece uma generosa habitabilidade para quatro pessoas, o que se deve a uma distância entre-eixos de 2,42 metros.

A bagageira oferece um volume útil de 221 litros, que pode ser ampliado graças à possibilidade de rebatimento dos bancos. A qualidade dos materiais é muito boa para este segmento e o nível de equipamento bastante interessante.

A nível mecânico, a versão base é proposta com um motor a gasolina 1.0 TSI que desenvolve uma potência de 65 cv, estando associado a uma caixa manual de cinco velocidades.

Notícias Por Etiquetas

A1A2ACAPAcidentealfa romeoAlfa Romeo GiuliaAlgarveAmaranteaston martinauctionaudiAudi A3Audi A6Audi e-tronAudi q8Audi Rs6BarreiroBejabentleybikebikesBMWBMW 4 SeriesBMW 8 seriesBMW M3BMW m5BMW X3BMW x7bmw z4bombeirosBragaBrasilBrazilBugattiCabrioCampeonato Nacional de Velocidadecar rentCarlos GhosnCarro elétricocarros usadosCascaisCastelo BrancochinaChryslercitroenclassic carclassicsCoimbraconvertiblecoronavirusCrash Testcrash testsCristiano RonaldoCupradaciaDacia Dusterdieseldiesel scandaldieselgatedrag raceelectricEMELemissionsEspanhaEstacionamentoestradasEuropaeuropeevFaroFCAFerrariFiatFiat 500Fiat 500eFiat 500XFiat PandafordFord FiestaFord Focusformula 1FranceFrankfurt Motor ShowGenesisGeneva Motor ShowGermanyGNRGondomarGuimarãeshondaHonda CivichybridHyundaiitaliaItalyJaguarjeepJeep WranglerkiaLA Auto ShowLamborghiniLancialand roverLand Rover DefenderLand Rover DiscoveryLeirialexusLisboaLisbonLotusLouléMadeiraMaiaMarco de CanavesesMatosinhosmatrículasmazdaMazda CX-5Mazda MiataMcLarenMercado automóvelmercedesMercedes S-ClassmetrominiMini CooperMini CountrymanMitsubishiMorganMOTOCROSS E ENDUROmotorcyclemotorsportNew York Auto ShownissanNissan LeafNissan QashqaiOlhãoopelOpel CorsaOpel MokkaPalmelaParedesPenafielPeugeotPeugeot 208Peugeot 508Peugeot 508 SWpolicePonte de LimaPorschePorsche 911Porsche CayennePorsche TaycanportagensPortoPortugalProdução automóvelPSAPSPradaresRalicrossRange RoverrecallrenaultRenault DusterRenault MeganeRenault Zoerent a carrestorationsafetysafety ratingsSafety testsSamsungSanta Maria da FeiraSantaremseatSeat CupraSeat LeonSeat TarracoSergio MarchionneSetubalSintraskodasmartspainspy shotssubarusupercarssuvsuzukitaxitechnologyteslaTesla Model 3Tokyo Motor ShowtoyotaToyota Hiluxtoyota supratrucktuninguberukUnited StatesUSAvendasVendas de carrosViana do CasteloVieira do MinhoVila Nova de FamalicãoVila Nova de GaiaVila RealVila VerdeViseuvolkswagenVolkswagen GolfvolvoVolvo XC40vwVW CaddyVW golfVW PoloVW T-Roc