Dois mortos e vários desaparecidos em desabamento de estrada em Borba

20 Novembro 2018 - Jornal de Notícias

Dois mortos e vários desaparecidos em desabamento de estrada em Borba

Um troço da estrada que liga Vila Viçosa a Borba desapareceu, esta segunda-feira, num deslizamento de terras de uma pedreira.

A Proteção Civil confirma dois mortos e várias pessoas submersas.

"Às 15.45 horas" ocorreu o "deslizamento de um grande volume de terra" na estrada 255, que provocou "a deslocação de uma quantidade muito significativa de rochas, de blocos de mármore e de terra para o interior de uma pedreira", a A.L.A de Almeida, relatou o Comandante Distrital de Operações de Socorro de Évora, José Ribeiro, numa conferência de imprensa, ao início da noite, no quartel dos bombeiros de Borba.

A mesma fonte confirmou que "dois operários da empresa que explora aquela pedreira foram arrastados", sendo estas as duas vítimas mortais que é possível confirmar. Citando relatos, o comandante avança que terão sido arrastadas duas viaturas com um número desconhecido de ocupantes. Uma retroescavadora, que seria de uma empresa que opera numa das pedreiras da zona, também foi arrastada, tendo já sido localizada pelas autoridades.O responsável distrital da Proteção Civil considerou que o resgate das vítimas constitui uma operação "de grande complexidade". "Eu diria de complexidade extrema. Estamos perante um desafio tremendo daquilo que são as operações de resgate que nos esperam nas próximas horas, nos próximos dias e, provavelmente, nas próximas semanas", assinalou, referindo que não pode, para já, indicar o tempo que as operações vão demorar: "Serão muito morosas, muito delicadas".

"Cada decisão e cada ação terá de ser bem acautelada e terá de ser ponderada e validada, sob pena de a todo o momento pormos em risco os próprios operacionais que estão no terreno", sublinhou José Ribeiro.

No total, foram mobilizados 84 operacionais e 39 veículos de várias entidades. O trânsito está cortado logo à entrada de Borba.

Ao JN, o Major José Vieira, da GNR de Évora, adiantou que a extensão do desabamento é de 100 metros e que as autoridades estão a ter dificuldades devido aos "desabamentos que continuam a ocorrer junto à pedreira".

Venda o Seu Carro