Com motorização PHEV. Novo Mitsubishi Eclipse Cross já chegou a Portugal

14 Junho 2021 - turbo

Com motorização PHEV. Novo Mitsubishi Eclipse Cross já chegou a Portugal

Posicionado entre o ASX e o Outlander, o Mitsubishi Eclipse Cross já está disponível, em Portugal, naquela que é a sua mais recente atualização, com preços a partir de 46.728€ e já com motorização híbrida plug-in (PHEV).

Lançado no mercado em 2017 e inspirado no Concept XR PHEV II de 2016, o Mitsubishi Eclipse Cross apresenta-se, agora, naquelas que são as suas roupagens mais recentes.

Estética marcada não somente pela linguagem de design ‘Dynamic Shield‘, interpretada de forma mais arrojada, como também pelas jantes de 18″ com novo design e, principalmente, por uma traseira totalmente redesenhada, já sem o polémico óculo bipartido e com novos farolins em forma de ‘T’. Tudo isto, sem esquecer o novo portão da bagageira, a procurar realçar um formato hexagonal e a remeter, segundo a marca, para a icónica imagem da cobertura da roda sobressalente do Pajero.

Já no habitáculo, a evolução foi mais contida, com o Eclipse Cross a manter a mesma arquitectura de tablier, embora, agora, com novos revestimentos em carbono e Preto Piano no painel de instrumentos, volante, consola central e painéis das portas. Além de acabamentos prateados, também nos puxadores das portas dianteiras.

Resultado da adopção de uma motorização híbrida plug-in (PHEV), a troca do tradicional conta-rotações por um mostrador específico desta motorização, ao mesmo tempo que, no topo da consola central, um novo sistema Smartphone-link Display Audio (SDA), com ecrã de 8” e novos botões rotativos. Sendo que, também os comandos da climatização, receberam nova configuração.

A pensar no conforto, novos apoios de cabeça nos lugares traseiros, enquanto, em prol da capacidade de carga, a bagageira regista um aumento de 7%, passando a anunciar entre 328 e os 1.108 litros. Continuando a caixa de carga de 12 litros, sob o piso da bagageira.

Com motorização híbrida plug-in
Passando ao sistema de propulsão, a estreia de uma motorização PHEV, composto por um motor a gasolina de 2,4 litros a funcionar segundo o ciclo Atkinson e a anunciar 98 cv e 211 Nm, a que se juntam dois motores elétricos: um, à frente, a debitar 82 cv e 137 Nm de binário, mais um, atrás, com 95 cv e 195 Nm. A apoiar estes dois últimos motores, uma bateria de tracção em iões de lítio, com 300V  e 13,8 kWh de capacidade.

Em termos de funcionamento, são os motores elétricos, principalmente, que asseguram a propulsão do veículo, garantindo um funcionamento 4×4 permanente, beneficiando, igualmente, do apoio do motor a gasolina, quando as condições de condução ou o estado de carga o exigem.

Também a participar no funcionamento, um sistema de três modos de utilização, automaticamente geridos pelo sistema operativo PHEV, com o modo EV, ou exclusivamente elétrico, a recorrer apenas e só aos dois motores eléctricos e a poder ser utilizado quando a velocidades até 135 km/h; o modo híbrido em Série, a privilegiar igualmente a atuação dos motores elétricos, embora com o motor de combustão a funcionar para, através do gerador, carregar a bateria de tracção; e o modo híbrido Paralelo, a entregar ao motor de combustão o accionamento das rodas dianteiras e carregamento das baterias, no primeiro caso com o auxílio do motor elétrico dianteiro, enquanto o motor elétrico traseiro faz girar as rodas traseiras de forma permanente. Opção que funciona, preferencialmente, acima dos 135 km/h, sendo que, quando a velocidade diminui, o sistema faz por regressar ao modo híbrido em Série, ou até mesmo ao modo EV.

No entanto e apesar da gestão poder ter lugar de forma automática, com o Eclipse Cross PHEV a prometer um consumo médio de 2,0 l/100 km e emissões de CO2 de 46 g/km em ciclo combinado (WLTP), o condutor também pode intervir nesta escolha. Mais concretamente, seleccionando quer o modo EV, dando prioridade máxima à circulação zero emissões; ou ativando o modo SAVE, que serve para preservar a energia existente nas baterias, para consumo posterior; ou, ainda, seleccionando o modo Charge, concebido para recarregar as baterias, quando não existe uma fonte de alimentação disponível. Com o condutor a poder, ainda, seleccionar um dos seis níveis de intensidade da travagem em desaceleração, sinónimo de maior ou menor recuperação de energia.

Quatro horas a carregar em tomada de 16A
Pelo contrário, recorrendo ao carregamento externo, a promessa de uma recarga em mais ou menos 4 horas, quando feito numa tomada CA de 230V e 16A, ou então, mais ou menos 6 horas, numa tomada idêntica, mas de apenas 10A.

Também passível de receber carregamentos rápidos, através do protocolo CHAdeMO, o novo Eclipse Cross demora mais ou menos 30 minutos, a carregar até 80% da capacidade das baterias.

Ainda no domínio técnico, a disponibilidade de um Drive Mode, ou sistema de modos de condução, com cinco opções: Tarmac, para estradas alcatroadas; Gravel, para estrada não alcatroada; Snow, para estradas com neve ou gelo; Normal, para todos os tipos de estrada; e Eco, para estrada alcatroada.

Revista, mas face à versão até aqui em comercialização, foi a direcção assistida elétrica. Sendo que, ao mesmo tempo, foram também instalados novos amortecedores, o curso das molas foi aumentado, novos pneus com menor resistência ao rolamento foram instalados e os materiais de insonorização e absorção do ruído e vibrações foram igualmente reforçados.

Como tecnologias de segurança e apoio à condução, a presença de um sistema de Mitigação de Colisões Frontais (FCM), Alerta de Desvio de Faixa (LDW), Assistência à Travagem, Controlo de Estabilidade e Tração (ASTC), Assistência ao Arranque em Subidas (HSA) e, pela primeira vez de série, Sistema de Leitura de Sinais de Trânsito (TSR).

Uma só versão, a partir de 46.728€
Proposto em Portugal com um único nível de equipamento, eMOTION, sinónimo da presença de equipamentos como os faróis dianteiros (incluindo os de nevoeiro) totalmente em LED, jantes de 18” com pneus 225/55, câmara traseira, head-up display, cruise control e limitador de velocidade, ar condicionado automático bi-zona, sistema SDA de 8” e controlo remoto por smartphone, o novo Mitsubishi Eclipse Cross deverá chegar aos concessionários nacionais ainda durante o presente mês de junho.

Quanto a preços, a versão PHEV eMOTION ficará disponível a partir de 46.728€, sendo que, graças às emissões de CO2 de apenas 46 g/km e uma autonomia elétrica de 55 km, segundo a norma WLTP, o Mitsubishi Eclipse Cross é também elegível para os incentivos governamentais em vigor para veículos PHEV. A que se juntam as vantagens em termos de fiscalidade verde.

Já a pensar nas empresas, a Mitsubishi Portugal propõe uma campanha em que o preço desce para os 32.990€, mais IVA, com o veículo a ciar no escalão de 10,0% de tributação autónoma.

Notícias Por Etiquetas

A1A2ACAPAcidentealfa romeoAlfa Romeo GiuliaAlgarveAljustrelAmaranteappleArcos de ValdevezAssociação Automóvel de Portugalaston martinauctionaudiAudi A3Audi A4Audi A6Audi e-tronAudi q8Audi Rs4Audi Rs6Autódromo Internacional do AlgarveBarreiroBejabentleybikebikesBMWBMW 2 SeriesBMW 4 SeriesBMW 8 seriesBMW M3BMW M4BMW m5BMW X3BMW X5BMW x7bmw z4bombeirosBragaBrasilBrazilBrexitBugattibuying guideCabrioCaminhaCampeonato de Portugal de KartingCampeonato Nacional de Velocidadecar rentCarlos GhosnCarro elétricocarros usadosCarta de conduçãoCascaisCastelo BrancochinaChryslercitroenclassicclassic carclassicsCoimbraconvertiblecoronavirusCrash Testcrash testsCristiano RonaldoCupraCupra Formentorcustom cardaciaDacia DusterDacia Sanderodieseldiesel scandaldieselgatedrag raceDucatielectricEMELemissionsEspanhaEspinhoEstacionamentoestradasEUEuropaeuropeevFafeFaroFCAFederação de Motociclismo de PortugalFerrariFiatFiat 500Fiat 500eFiat 500XFiat PandafordFord FiestaFord Focusformula 1FranceFrankfurt Motor ShowGenesisGeneva Motor ShowGermanyGNRGondomarGoogleGovernoGuimarãeshondaHonda CivichybridHyundaiHyundai i20Hyundai Santa FeHyundai TucsonISVitaliaItalyJaguarjeepJeep CompassJeep GladiatorJeep WranglerkiaLA Auto ShowLamborghiniLancialand roverLand Rover DefenderLand Rover DiscoveryLeirialexusLisboaLisbonLotusLouléMaçãoMadeiraMaiaMarco de CanavesesMatosinhosmatrículasmazdaMazda CX-5Mazda MiataMcLarenMercado automóvelmercedesMercedes A-classMercedes S-ClassmetroMGminiMini CooperMini CountrymanMini John Cooper WorksMitsubishiMitsubishi OutlanderMontalegreMorganMOTOCROSS E ENDUROmotorcyclemotorsportNew York Auto ShownissanNissan LeafNissan QashqaiOlhãoopelOpel AstraOpel CorsaOpel MokkaOvarPalmelaparcómetrosParedesPenafielPeugeotPeugeot 208Peugeot 508Peugeot 508 SWpickuppolicePonte de LimaPorschePorsche 911Porsche CayennePorsche MacanPorsche TaycanPorsche Taycan Cross TurismoportagensPortimãoPortoPortugalpreçosProdução automóvelPSAPSPradaresRalicrossRamRange RoverRange Rover EvoquerecallrenaultRenault CapturRenault DusterRenault MeganeRenault Zoerent a carrestorationsafetysafety ratingsSafety testsSamsungSanta Maria da FeiraSantaremSão MiguelseatSeat CupraSeat LeonSeat TarracoSergio MarchionneSetubalSintraskodasmartSmart ForTwospainspy shotsStellantissubarusupercarssuvsuzukiSuzuki JimnytaxitechnologyteslaTesla Model 3Tokyo Motor ShowtoyotaToyota AygoToyota Hiluxtoyota supraToyota YarisTroféu BetatrucktuninguberukUnited StatesUSAused car buying guideValençaValongovendasVendas de carrosViana do CasteloVieira do MinhoVila Nova de FamalicãoVila Nova de GaiaVila RealVila VerdeViseuvolkswagenVolkswagen GolfVolkswagen ID.4volvoVolvo XC40vwVW CaddyVW golfVW PoloVW T-RocYamaha