Opel Mokka-e muda de designação e supera os 400 km de autonomia

1 meses, 3 semanas atrás - 16 Dezembro 2022, motor24
Opel Mokka-e muda de designação e supera os 400 km de autonomia
O Opel Mokka-e muda de designação e ganha autonomia na mais recente atualização técnica promovida pela marca germânica para aquele que é um dos mais populares SUV compactos do mercado.

Doravante conhecido por Mokka Electric, este automóvel elétrico irá receber uma nova bateria que lhe permitirá cumprir mais de 400 quilómetros entre carregamentos.O Mokka Electric passa a estar disponível com uma bateria maior de 54 kWh de capacidade, a qual permitirá aos condutores percorrer até 406 quilómetros sem emissões locais, em vez dos 338 quilómetros possíveis até agora, de acordo com a norma WLTP, uma melhoria significativa de cerca de 20%.

Ao mesmo tempo, o consumo de energia diminuiu para 15.2 kWh/100 km, embora conte com uma potência de 115 kW/156 CV e 260 Nm de binário. O Mokka Electric assegura arranques rápidos e acelera de 0 a 100 km/h em menos de 10 segundos. A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 150 km/h.

O ‘e’ converte-se em ‘Electric’. Com o novo sufixo, sublinhamos que o Opel Mokka oferece ainda mais prazer na condução elétrica. É um veículo elétrico inigualável no seu segmento. Desde o seu lançamento, o nosso extraordinário SUV compacto impressionou as pessoas com o seu ‘design’ arrojado e puro, carácter individual e aptidão comprovada para o uso quotidiano. Agora, com um novo motor elétrico e uma bateria de maiores dimensões, estamos a tornar o Mokka Electric ainda mais potente, mais eficiente e melhor. Esta é a abordagem da Opel à bem definida ‘Greenovation’”, disse Florian Huettl, CEO da Opel.

A autonomia máxima de 406 quilómetros vai ao encontro dos desejos de uma grande parte dos condutores, prometendo viagens mais longas e ecléticas sem dependências de uma tomada. A energia é armazenada na nova bateria de iões de lítio de 54 kWh. Os engenheiros atribuíram grande importância a uma utilização eficiente do espaço, sendo capazes de assegurar uma autonomia exemplar com uma bateria compacta em termos de dimensões.

Dependendo da sua preferência, os condutores podem optar entre três modos de condução: ‘Eco’, ‘Normal’ e ‘Sport’. No modo ‘Eco’, o SUV elétrico é mais eficiente em termos energéticos, favorecendo a autonomia total. Graças a um sistema de travagem regenerativa de última geração, o Mokka Electric pode, também, recuperar energia ao desacelerar ou travar, com o motor elétrico a converter a energia cinética em eletricidade. Se o condutor passar a transmissão para o modo ‘B’, a recuperação e o binário de travagem aumentam.Como em todos os modelos Opel puramente elétricos, a bateria do Mokka Electric está instalada debaixo do piso. Desta forma, não se perde espaço no compartimento de passageiros ou na bagageira, oferecendo ainda benefícios em termos dinâmicos graças ao baixo centro de gravidade.

A bateria de 54 kWh pode ser recarregada até 80% em cerca de 30 minutos, numa estação de carga de DC de 100 kW. Além da corrente contínua, os condutores Opel podem também fazer o carregamento através de corrente alternada trifásica graças ao carregador de bordo de 11 kW, quer através de uma wallbox ou recorrendo ao cabo para ligar às tomadas domésticas.

Inúmeros sistemas e tecnologias de aquecimento desde a bomba de calor (de série), até à prática aplicação myOpel, que pode ser utilizada para programar à distância o pré-condicionamento térmico, assegurando uma atmosfera acolhedora desde o primeiro momento, em especial durante os meses mais frios do ano.

São doze os modelos eletrificados Opel já disponíveis, incluindo toda a gama de veículos comerciais ligeiros. Até 2024, irá, também, oferecer todos os seus modelos numa versão eletrificada. Até 2028, a Opel tornar-se-á uma marca 100 por cento elétrica na Europa.

Support Ukraine