Coronavírus: GNR quer medidas urgentes de prevenção

4 years atrás - 16 Março 2020, Auto Monitor
Illustration
Illustration
A Guarda Nacional Republicana (GNR) exige medidas urgentes de prevenção para o novo coronavírus, que já infetou 112 pessoas em Portugal.

Através de um comunicado, a Associação dos Profissionais da Guarda relembra que as autoridades estão em contacto direto com os cidadãos e, por isso, apela ao Governo para considerar a profissão de elevado risco.

A associação que representa uma das forças de autoridades reclama ainda mais equipamentos de proteção, tal como máscaras, desinfetantes e luvas.

Entretanto, o Comando Territorial de Santarém da GNR está a alertar para a possibilidade de ocorrerem burlas tirando partido da situação do Coronavírus. A GNR quer prevenir o que tem acontecido em alguns países europeus com burlões a fazerem-se passar por enfermeiros ou por elementos da Cruz Vermelha.

A GNR aconselha uma atenção redobrada e lembra que "não existem profissionais ligados à saúde e socorro mandatados para efectuarem qualquer tipo de acção porta-a-porta".

Pede também para que as pessoas informem os seus familiares e amigos mais vulneráveis, como os idosos, e que liguem de imediato para o posto policial da sua área de residência se detetar alguma situação suspeita.

Apoiamos a Ucrânia