Zero estrelas! Chinês JAC E10cx chumba nos testes Latin NCAP

3 semanas atrás - 8 Janeiro 2023, turbo
Zero estrelas! Chinês JAC E10cx chumba nos testes Latin NCAP
Porque a segurança automóvel não é uma exigência exclusiva da Europa, a congénere para a América Latina e Caribe do Euro NCAP, o Latin NCAP, fechou 2022 com uma última ronda de testes de colisão, envolvendo, entre outros, um citadino chinês de JAC E10x. E, ao contrário de outras propostas igualmente chinesas, mas de maior porte, os resultados foram tudo menos positivos!

Também conhecido como EJS1 ou E-S1, este pequeno citadino 100% elétrico foi inicialmente lançado no mercado chinês, ainda em 2018, pela mão da joint-venture criada entre a SEAT e a JAC Volkswagen Automotive.

Entretanto e já em 2022, o modelo iniciou a sua internacionalização, passando a estar disponível nalguns mercados da América da Latina. Motivo pelo qual foi colocado à prova, no que à segurança diz respeito, pela congénere latina do europeu Euro NCAP.

Contudo e uma vez submetido aos testes de colisão, o JAC E10x acabou chumbando em praticamente toda a linha, com 0,00 por cento em 100 na protecção para ocupantes adultos, 6,34 por cento na protecção para crianças, 20,25 por cento na protecção de peões e outros utilizadores vulneráveis da estrada, e 6,98 por cento no capítulo do sistemas de segurança oferecidos. Sendo, por isso, descrito como, “amigo do Ambiente, mas um perigo para a vida humana”.

A justificar estas considerações e segundo também revela o Latin NCAP, surge, desde logo, o facto de, no teste de embate frontal, o veículo elétrico nem sequer ter cortado, de forma automática, a corrente. O mesmo tendo acontecido, de resto, no teste em que o veículo recebe um embate lateral.

De resto e para piorar as coisas, o Latin NCAP aponta ainda o desgaste excessivo dos pneus, durante os testes ao Controlo Eletrónico de Estabilidade (ESP), e que, terá, inclusivamente, obrigado a interromper o teste.

Aliás, vale a pena também referir que o JAC E10x, produzido para a China e México, contabiliza não mais que dois airbags, além de propor o ESP apenas como opcional. Não admitindo, sequer, a possibilidade de incluir soluções cada vez mais vulgares, como é o caso da travagem autónoma de emergência, do alerta de saída da faixa de rodagem ou do Cruise Control.

Sujeito aos testes de impacto frontal, lateral e traseiro, assim como em capítulos como a protecção de peões, em caso de atropelamento, ou ainda a oferta em termos de sistemas de segurança, o Latin NCAP concluiu que o JAC E10x “revelou uma estrutura instável, em particular, em caso de impacto frontal, com prejuízo maior para a zona dos pés e do tórax do condutor. O que resulta numa elevada probabilidade de lesões, com risco da própria vida, motivando assim zero pontos na segurança para ocupantes adultos”.

Kia Sportage e Mitsubishi Outlander também testados
A terminar, referir, ainda, que o Latin NCAP testou, igualmente, nesta última bateria de testes em 2022, as versões para a América Latina e Caribe do Kia Sportage e o Mitsubishi Outlander, os quais obtiveram resultados bastante melhores e, principalmente, o segundo, o qual recebe a classificação máxima de cinco estrelas.

Já o Sportage para a América Latina, terminou com um total de três estrelas.

Já na Europa, a versão europeia deste mesmo Kia conquistou a classificação máxima de cinco estrelas, o mesmo acontecendo com o Outlander.

Support Ukraine