Xiaomi vai avançar com produção de veículos elétricos de cunho próprio em 2024

1 ano, 3 meses atrás - 20 Outubro 2021, multinews
Xiaomi vai avançar com produção de veículos elétricos de cunho próprio em 2024
A Xiaomi concretizou o que já tinha prometido e avisou que irá começar a produzir os seus próprios veículos elétricos, no primeiro semestre de 2024.

O anúncio foi proferido pelo CEO da marca, Lei Jun esta terça-feira, durante uma reunião, por ocasião do habitual “dia do investidor” da empresa. A informação foi avançada para o público em geral, mais tarde, através das redes sociais.

O mercado respondeu de forma positiva esta notícia, com as ações da marca, cotada no Hong Kong Stock Exchange a subirem esta manhã 5% para os 22,50 dólares, por unidade.

Em setembro, a marca chinesa concluiu o registo oficial de negócios da sua unidade de veículos elétricos, confirmando o avanço da gigante chinesa no setor automóvel, de acordo com a ‘Reuters’.

Em comunicado, a Xiaomi indicou que a nova unidade Xiaomi EV Inc foi inaugurada com um capital de 1,31 mil milhões de euros e que o CEO Lei Jun seria o seu representante legal.

O processo de recrutamento já está em curso, tendo até ao momento sido já contratados em torno de 300 trabalhadores para a unidade EV.

A fabricante chinesa de smartphones confirmou em março a sua intenção de investir no mercado de veículos elétricos, prevendo canalizar 8,46 mil milhões de euros para o negócio durante a próxima década.

Aquando do anúncio, o diretor executivo da Xiaomi referiu que a aposta nos EV iria marcar o seu “último grande projeto empresarial”.

A empresa revelou igualmente que, até ao momento, já realizou mais de 2.000 entrevistas e inquéritos, além de ter visitado mais de uma dezena de parceiros da indústria.

Contudo, ainda não é conhecida a estratégia do grupo para o setor automóvel nem que tipo de veículos vai fabricar.

No fim de agosto, a Xiaomi anunciou que adquiriu por mais de 65,17 milhões de euros a startup Deepmotion, que desenvolve tecnologias de condução autónoma, tendo em vista o investigação e o desenvolvimento desse tipo de tecnologias no grupo.

Support Ukraine