Mercedes-Benz T 180d Progressive. MPV compactos têm uma nova estrela

3 meses atrás - 3 Novembro 2022, turbo
Mercedes-Benz T 180d Progressive. MPV compactos têm uma nova estrela
O Classe T é o representante da Mercedes-Benz no segmento dos MPV compactos. Entre os argumentos destaque para o espaço a bordo, a funcionalidade, conforto e um equipamento completo de segurança. O pacote fica completo com um eficiente motor diesel de 116 cv, algo que já se começa a tornar raro nos tempos de correm.

A nova estrela no segmento dos MPV compactos é o Mercedes-Benz Classe T que procura ocupar o espaço deixado vago pela concorrência com o desaparecimento de muitos monovolumes tradicionais e que não pode ser preenchido pelos SUV compactos por questões de espaço e versatilidade. 

O Mercedes-Benz Classe T não tem propriamente muitos concorrentes e nas marcas premium é mesmo o único da categoria. Os principais rivais vêm de marcas generalistas como o Volkswagen Caddy MPV, o Ford Tourneo Connect, o Renault Kangoo e eventualmente o Dacia Jogger, embora estes últimos apenas com ofertas a gasolina. Outros potenciais rivais, embora apenas com motorizações elétricas, poderão ser o Peugeot e-Rifter, o Citroën ë-Berlingo Multispace, o Opel Combo-e Life ou o Toyota Proace City Verso EV. 

Com um comprimento de 4,5 metros, uma largura de 1.86 metros e uma altura de 1,81 metros, o MPV compacto da Mercedes-Benz dirige-se às famílias e entusiastas do lazer que procuram uma viatura compacta, mas simultaneamente espaçosa e com o ambiente típico de um veículo da marca alemã. 

Plataforma conhecida
Por questões de custos de desenvolvimento, o Classe T utiliza a base do comercial Citan. Por isso, não será de estranhar que a silhueta seja a mesma da versão de passageiros Citan Tourer. 

Contudo, a marca alemã esforçou-se por diferenciar a imagem daquele modelo, apostando num tratamento estilístico específico para sublinhar o o seu caráter premium, destacando-se a grelha do radiador cromada, as jantes de 17”, as capas dos espelhos na cor da carroçaria, assim nos puxadores das portas e nos pára-choques. A linha Progressive recebe faróis LED de alta performance e luzes traseiras parcialmente em LED.

Igualmente de série são as duas portas laterais deslizantes que possibilitam o acesso a um habitáculo onde são utilizados materiais e acabamentos de qualidade superior. 

Interior confortável
A funcionalidade é um dos argumentos do Mercedes-Benz Classe T, começando pelo acesso ao habitáculo por duas portas laterais deslizantes, ambas de comando manual e com uma abertura de 61,5 centímetros. 

O ambiente a bordo é de um modelo da marca alemã, graças ao conforto percebido imediatamente, à funcionalidade e ao equipamento generoso.

A parte superior do painel de bordo e os painéis das portas apresentam um acabamento Neotex de alta qualidade com costura contrastante, enquanto as quatro saídas da ventilação possuem forma de turbina. A qualidade dos materiais e a apresentação vão diminuindo na medida em que se afastam da vista.

O elevado equipamento também faz a diferença no Classe T, destacando-se, desde logo o sistema multimedia MBUX com ecrã tátil de sete polegadas, com navegação e integração de smartphone, volante multifunções com botões Touch Control, arranque sem chave ou o painel de instrumentos com ecrã a cores de 5,5 polegadas.

Generoso espaço a bordo
A ampla distância entre-eixos de 2,68 metros permitiu a disponibilização de um espaço bastante generoso para todos os ocupantes. Os passageiros dos assentos traseiros não têm problemas ao nível das pernas, dos ombros ou da cabeça. 

Ao generoso espaço junta-se um elevado conforto e para isso contribuem os assentos com revestimento em pele sintética Artico, assim como à largura para os ombros dos ocupantes à altura para as cabeças. 

Igualmente impressionante é a capacidade da bagageira com os seus 520 litros com os bancos traseiros em posição normal, podendo ser ampliada até aos 2390 litros, através do rebatimento dos mesmos numa configuração 60/40, criando uma superfície quase plana. Tanto pode ser usada para transportar um carrinho de bebé como um saco de golfe ou outros objetos mais longos. 

Diesel de 116 cv
No capítulo mecânico, o Mercedes-Benz Classe T ainda está disponível com motorização diesel e uma das opções consiste no motor de 1461 cc que desenvolve uma potência de 116 cv e um binário de 270 Nm, transmitidos às rodas dianteiras através de uma caixa de dupla embraiagem de sete velocidades.

Esta cadeia cinemática está vocacionada para uma utilização familiar, já que o peso em vazio de 1758 kg condiciona as prestações, com a aceleração dos 0 aos 100 km/h a não ir além dos 13,2 segundos. A caixa de velocidades também se revelou lenta a responder. No que se refere aos consumos, o computador de bordo registou uma média de 6,3 l/100 km, valor ligeiramente acima dos 5,9 l/100 km anunciados pela marca.

Em termos dinâmicos, o Classe T transmite uma sensação agradável ao volante, muito semelhante ao de uma berlina, embora a volumetria seja maior. As suspensões foram otimizadas em função do conforto para proporcionar um rolamento suave em bons pisos.

Contudo, quando estes se degradam, os ocupantes sentem de imediato todas as irregularidades. A direção elétrica, precisa e corretamente assistida, garante uma boa agilidade nos trajetos mais sinuosos, enquanto os amortecedores contêm os movimentos laterais da carroçaria. 

Para apoiar a condução estão disponíveis vários sistemas de assistência como o alerta de ângulo morto, reconhecimento de sinais de trânsito, manutenção na faixa de rodagem, câmara traseira com linhas dinâmicas, cruise control, entre outros.

Veredicto
Quanto a preços e atendendo aos muitos opcionais presentes, a unidade ensaiada é proposta por 41.401 euros. No mercado nacional, este tipo de veículos nunca foi propriamente acessível devido à fiscalidade e o Mercedes-Benz Classe T Progressive, com um posicionamento premium e acabamentos mais sofisticados, não foge a essa tendência, continuando, ainda assim, disponível com motorização diesel.

Quem, de facto, pretender um veículo espaçoso, funcional e com um ambiente premium poderá encontrar no Mercedes-Benz Classe T uma resposta para as necessidades familiares ou de lazer. 

Uma station-wagon ou um SUV poderá ter uma imagem mais sofisticada, mas não oferece a mesma funcionalidade e o preço de aquisição na gama da Mercedes-Benz é sempre bastante mais elevado.

MERCEDES-BENZ T 180D PROGRESSIVE
Preço 41.401 euros

Motor Diesel 4 cil., 1461 cc
Potência 116 cv às 3750 rpm
Binário 270 Nm às 1750 rpm
Transmissão Dianteira Auto, 7 vel.
Comp./Larg./Alt. 4,50/1,86/1,81 m
Dist. entre eixos 2,68 m
Peso   1708 kg
Mala  520 – 2900 l
Acel. 0 – 100 km/h 13,2 s 0-100 km/h 
Vel. Max. 177 km/h
Consumo WLTP 5,9 (6,4+) l/100 km
Emissões CO2 WLTP 149 g/km

* Medições TURBO

GOSTÁMOS
– Habitabilidade
– Equipamento
– Imagem

NÃO GOSTÁMOS
– Preço
– Consumo
– Caixa Velocidades

Support Ukraine