Ford Tourneo Courier combina estilo de SUV com espaço a bordo

1 month atrás - 24 Janeiro 2024, turbo
Ford Tourneo Courier combina estilo de SUV com espaço a bordo
Desenvolvido com base na plataforma do Fiesta / Puma, o novo Tourneo Courier é um dos mais pequenos modelos de passageiros da Ford, combinando um estilo de SUV com funcionalidade e espaço a bordo.

Disponível com motorização 1.0 EcoBoost de 125 cv, associada a uma caixa manual ou de dupla embraiagem, já se encontra em comercialização em três níveis de equipamento: Trend, Titanium e Active.

Com um estilo que faz lembrar o Ford Explorer e o Skoda Yeti, o Ford Tourneo Courier é um dos modelos de passageiros mais pequenos da marca norte-americana. 

A nova proposta foi desenvolvida a partir da conhecida plataforma do Fiesta / Puma, cuja distância entre-eixos foi “esticada” até aos 2,69 metros para permitir acomodar a bordo até cinco ocupantes e ainda disponibilizar uma bagageira com uma capacidade bastante generosa, que oferece um volume útil dos 570 litros aos 2162 litros.

As dimensões do Ford Tourneo Courier são compactas, com um comprimento exterior de 4,34 metros, uma largura de 1,80 metros e uma altura de 1,82 metros. 

O estilo exterior é dominado por uma secção frontal inspirada no SUV norte-americano Ford Explorer, onde se destaca a grelha arrojada e vertical, com faróis integrados, que realça a largura e a robustez do design. A pintura exclusiva em tons da carroçaria do nível de equipamento Active, as projeções curtas da carroçaria e os pilares em preto transmitem uma imagem agradável.

Materiais resistentes
A habitáculo, por sua vez, tem um aspeto um pouco mais elegante do que é habitual num comercial, com um painel de instrumentos digital e um sistema multimedia com ecrã de 8”, onde correr o sistema SYNC 4 da Ford. Este último é agradável de utilizar, contando com uma barra de atalhos. Os ícones são grandes e a resposta é rápida. 

O sistema SYNC 4 oferece ainda ligação sem fios a Apple CarPlay e Android Auto. Menos positivo é a ausência de um comando físico para a climatização (existe apenas para o sistema de desembaciamento) obrigando a recorrer ao ecrã tátil.

O painel de bordo foi projetado para ser resistente e durável, o que significa que muitos dos materiais presentes a bordo possuem uma superfície dura ao toque, embora alguns elementos possuam acabamento em preto.

Espaço a bordo
Ao longo do painel de bordo e nas portas podem ser encontradas arrumações práticas, mas de pequenas dimensões, para acomodar alguns objetos. Além disso, os condutores que utilizam telemóveis para navegação têm ao dispor uma base de montagem incorporada para fixação do mesmo. 

O Tourneo Courier oferece ainda algumas soluções engenhosas como compartimentos incorporados nos painéis laterais para guardar equipamentos sujos de lama ou areia, assim como objetos soltos.

Os bancos traseiros estão numa posição ligeiramente mais elevada para reduzir a possibilidade de enjoo. Contudo, não deslizam e apenas rebatem numa configuração 60:40. 

Com uma capacidade de 570 litros até à tampa da bagageira com os assentos em posição normal, a bagageira oferece um espaço bastante generoso, que pode aumentar até aos 2162 litros com o rebatimento dos bancos e transportar objetos de maiores dimensões ou mais volumosos.

Motor 1.0 EcoBoost de 125 cv
No capítulo mecânico, o Tourneo Courier está apenas disponível com o motor 1.0 EcoBoost de 125 cv, sendo a transmissão da potência às rodas dianteiras assegurada por uma caixa manual de seis velocidades ou, em alternativa, por uma de dupla embraiagem de sete relações. O sistemas Auto Start-Stop e o grelha de abertura ativa são de série para otimizar a eficiência energética.

Em termos dinâmicos, a condução é agradável, sendo semelhante à de um Puma com tecto alto. O motor responde bem e transmite a sensação que é mais rápido do que a aceleração dos 0 aos 100 km/ anunciada de 13 segundos.

Quando nos habituamos à embraiagem demasiado macia e aos travões, a caixa de velocidades revelou-se bem escalonada e precisa. A transmissão de dupla embraiagem também responde bem, mas acusa alguma hesitação nos troços mais sinuosos de montanha, já que pretende engrenar uma mudança acima quando ainda não é necessário.

Em termos de consumo e para rigorosamente o mesmo percurso, o computador de bordo registou uma média de 8,0 l/100 km na versão com caixa manual de seis velocidades e de 8,4 l/100 km naquela com transmissão de dupla embraiagem de sete relações.

No que se refere ao rolamento e ao comportamento, o ADN do Puma faz jus à sua justiça, já que o Tourneo Courier é bastante suave a pisar a estrada e a carroçaria não adorna muito nas curvas. A suspensão, por seu lado, é confortável em bons pisos, mas já tem maiores dificuldades a enfrentar as irregularidades ou lombas excessivas elevadas. A direção revelou-se rápida e precisa, embora seja mais pesada do que nalguns concorrentes. 

Já disponível 

Para apoiar a condução, o Tourneo Courier vem equipado de série com alguns dos sistemas de segurança obrigatórios pelo novo regulamento europeu GSR2 (General Safety Regulation), incluindo sistema de manutenção na faixa, assistência de pré-colisão, assistência Inteligente à velocidade, reconhecimento de sinais de trânsito, alerta ao condutor, alerta de direção errada, controlo de velocidade de cruzeiro.

Dependendo do nível de equipamento e opcionais estão igualmente disponíveis o  sistema de informação de ângulo morto,  alerta de tráfego cruzado, cruise control inteligente adaptativo com assistência à mudança de faixa com função Stop & Go para as versões com transmissão de dupla embraiagem e assistência em cruzamentos.

O Tourneo Courier já está disponível para encomenda no mercado nacional, sendo proposto em três níveis de equipamento – Trend, Titanium e Active – com preços, para as versões de caixa manual, a partir de 27 768 euros, 29 341 euros e 30 933 euros, respetivamente.

A primeira proposta oferece espaço, conetividade e um design ao estilo SUV num veículo prático e acessível para múltiplas atividades. A versão Titanium acrescenta jantes de liga leve, detalhes cromados em redor da grelha e dos faróis e características de habitáculo melhoradas, para maior conforto. O topo de gama é o Active que reforça o estilo aventureiro com revestimentos em preto, placas de proteção dianteiras e traseiras, jantes de liga leve exclusivas e acabamentos no habitáculo.

Apoiamos a Ucrânia