Depois da suspensão. Toyota anuncia fecho definitivo de fábrica na Rússia

1 year, 9 months atrás - 27 Setembro 2022, turbo
Depois da suspensão. Toyota anuncia fecho definitivo de fábrica na Rússia
Numa altura em que as acusações entre o Ocidente e a Rússia sobem de tom, por causa da guerra na Ucrânia, aquele que é também um dos maiores grupos automóveis do mundo, a Toyota Motor Corporation, acaba de anunciar o fim, em definitivo, das operações de produção de veículos no país liderado por Vladimir Putin.

O anúncio agora divulgado pelo grupo automóvel nipónico acaba, no entanto, por ser não mais do que o ponto final numa suspensão anunciada no passado dia 4 de março, ou seja, cerca de uma semana após a Rússia ter dado avançado para dentro das fronteiras da Ucrânia.

Com esta medida inicial, que o fabricante justificou com as graves interrupções nas linhas de fornecimento, em consequência das sanções impostas ao país liderado por Vladimir Putin, a Toyota interrompia, assim, a produção na única fábrica que possui na Rússia, mais concretamente, em São Petersburgo. Decisão, essa, que agora se torna definitiva.

Em comunicado divulgado esta sexta-feira, dia 23 de setembro, a que a Automotive News Europe teve acesso, a Toyota explica que, por não ver quaisquer possibilidades de poder retomar a produção em São Petersburgo, pelo menos, nos tempos mais próximos, decidiu tornar o encerramento da fábrica, definitivo.

Quanto aos trabalhadores que mantinham ligações contratuais com a fábrica, o construtor promete dar-lhes, a partir daqui, assistência numa possível contratação por uma terceira entidade, proporcionar-lhes formação noutras áreas, mas também garantir-lhes “bem-estar, incluindo apoio financeiro acima dos requisitos legais”.

A produzir Toyota deste 2007
Recordar que a construção da única fábrica da Toyota na Rússia foi iniciada em 2005, sendo que a produção arrancou em 2007, com o modelo Toyota Camry. Já em 2016, a unidade passou a produzir, igualmente, o SUV RAV4.

Com uma capacidade máxima instalada de 100.000 carros por anos, a grande maioria para comercialização em território russo, a fábrica está agora perante um futuro incerto, uma vez que e segundo também avança a Automotive News Europe, a Toyota poderá optar por vendê-la.

Caso tal aconteça, não é garantido que possa voltar a abrir, para passar a construir modelos Toyota com outro logótipo, afirmou um porta-voz da Toyota.

Por outro lado e mesmo com o encerramento da unidade de produção de São Petersburgo, o fabricante nipónico promete manter presença em território russo, nomeadamente, através da sua rede de concessionários, tanto Toyota, como Lexus.

Ainda assim, até mesmo essa parte do negócio, deverá ser reestruturada e adaptada à nova realidade atual, referem as mesmas fontes.

Apoiamos a Ucrânia